INFORMAÇÃO

Saquarema: idosa de 79 anos assassinada não sofreu violência sexual, confirma laudo

LSM – O laudo do exame cadavérico divulgado nesta quarta-feira, 23, mostrou que a idosa Marilza Marins, de 79 anos, que foi encontrar morta no último dia 13 de junho, em Saquarema, não foi abusada sexualmente.

De acordo com o laudo, a necropsia constatou que ela não sofreu violência sexual, mas confirmou que a idosa foi morta de asfixia por esganadura. 

Segundo as informações da Delegacia de Saquarema (124ªDP), as investigações sobre a morte da idosa ainda estão em andamento. O inspetor responsável pelo caso Henrique Raposo de Azevedo Jesus, confirmou que os agentes estão analisando todas as imagens que foram recolhidas de câmeras de segurança que existem desde o mercado, até o local que a idosa foi encontrada morta.  

Relembre o caso  

A idosa saiu de casa para ir ao mercado em Bacaxá, no dia 9 de junho e não retornou para sua residência. Marilza ficou desaparecida por quatro dias até ser encontrada morta em um sítio, a 40 km de distância de onde foi vista pela última vez.  

Matérias relacionadas:

error: Content is protected !!