INFORMAÇÃO

Prefeitura firma parceria com Secretaria de Estado de Cultura para revitalizar Centro Histórico

Muito se engana quem acha que Itaboraí é apenas uma via de passagem do Leste Fluminense. Para mudar esse cenário, a Prefeitura de Itaboraí e o Governo do Estado do Rio de Janeiro uniram forças para que cada vez mais pessoas tenham acesso à riqueza histórica preservada na cidade.

Nesta sexta-feira (16/04), o secretário municipal de Cultura, Roberto Costa, e a primeira-dama do município, Pamela Delaroli, receberam a secretária estadual de Cultura e Economia Criativa, Danielle Barros, acompanhada pela subsecretária estadual de Integração, Isabela Castro, para visitarem e acertarem os detalhes dos projetos de reforma e revitalização do circuito histórico da Praça Marechal Floriano Peixoto, no Centro.

“Nesses primeiros meses de trabalho, a Prefeitura de Itaboraí fez um esforço conjunto enorme para devolver patrimônios importantes para a cidade. Também avançamos nos projetos de restauração e levantamento dos documentos históricos. O governo estadual nos auxiliou muito nesse início de trabalho e hoje recebemos a secretária estadual para ela conhecer, principalmente, os prédios da Casa de Câmara e Cadeia, que já foi sede da Câmara de Vereadores e o Teatro Municipal João Caetano que precisam de reformas mais complexas”, esclareceu o secretário municipal de Cultura, Roberto Costa.

O circuito histórico da Praça Marechal Floriano Peixoto é composto pelos imóveis históricos da Igreja São João Batista, Casa de Câmara e Cadeia, Teatro Municipal João Caetano, Palacete Visconde de Itaboraí (antigo fórum e atual sede da Prefeitura), Casa de Cultura Heloísa Alberto Torres e pela Biblioteca Municipal Joaquim Manuel de Macedo. Além de chamar atenção pelo patrimônio arquitetônico, ainda guarda outras riquezas que em breve estarão disponibilizadas para o público.

Uma pequena amostra desse importante acervo foi apresentada pelo professor de história e diretor do Centro de Memória, Carlos Alexandre, para as autoridades presentes na visitação desta sexta-feira. A secretária de Estado de Cultura e Economia Criativa, Danielle Barros, foi surpreendida com os livros históricos do século XIX com registros da população escravizada de Itaboraí; e do acervo fotográfico e artístico do antigo Carnaval da cidade.

“Estou encantada com tudo. Não imaginava, que além da riqueza arquitetônica, Itaboraí também guardava um acervo fantástico como esse. Certamente, vamos continuar trabalhando juntos para buscar os recursos necessários para concluir esses projetos. Temos que disponibilizar tudo isso para o público em geral”, afirmou a secretária.

Além dos prédios históricos tombados da Praça Marechal Floriano Peixoto, a secretária aproveitou para conhecer a nova sede da Secretaria Municipal de Cultura, a Casa Paulina Porto, que também abriga o Centro de Memória da cidade e que, em breve, terá um espaço reservado para instalação da primeira livraria do município. Através do Programa Mais Leitura da Imprensa Oficial do Estado, o projeto visa democratizar o acesso à literatura com livros a preços acessíveis.

A visita também foi “esticada” até a Biblioteca Municipal Joaquim Manuel de Macedo, que tem o acervo da primeira biblioteca pública do Brasil, fundado pelo renomado escritor. É através da sensibilização sobre os patrimônios históricos e parcerias com os diferentes entes federativos que a Secretaria Municipal de Cultura pretende trazer recursos para a cidade.

“Temos que aproveitar que estamos num período mais restritivo de circulação de pessoas para revitalizar os espaços públicos e patrimônios históricos da cidade. Para quando tudo isso passar a população tenha disponível o acesso à cultura e história de Itaboraí”, declarou a primeira-dama Pâmela Delaroli, que ainda fez um pedido para que o primeiro túnel ferroviário do Brasil, em Porto das Caxias, seja restaurado também.

error: Content is protected !!
× Como podemos te ajudar?