INFORMAÇÃO

‘Moeda Pedra Bonita’: Itaboraí ganha moeda social

A Prefeitura de Itaboraí anunciou, nesta quarta-feira (14/04), a criação do Programa Moeda Social Pedra Bonita de Itaboraí, com o objetivo de fortalecer a economia local e mitigar os impactos negativos causados pela pandemia de Covid-19. O prefeito Marcelo Delaroli encaminhou a mensagem executiva (nº.: 04/2021) para a Câmara Municipal de Vereadores e a matéria foi aprovada por unanimidade, em sessão extraordinária.

Na Câmara, a mensagem foi transformada em Projeto de Lei (nº.: 0533/21), que foi votado em discussão única, devido ao caráter de urgência. O texto cria ainda o Banco Comunitário Popular de Itaboraí, responsável por operacionalização e implementação da moeda social, além do Conselho Municipal de Economia Solidária de Itaboraí, que é um órgão consultivo e deliberativo diretamente vinculado à Secretaria Municipal de Governo.

O prefeito Marcelo Delaroli destacou que a moeda social é uma grande conquista para o município de Itaboraí e o programa era um dos principais compromissos do plano de governo. Segundo o chefe do Executivo, a expectativa é que o projeto entre em vigor ainda neste ano.

“Estamos trabalhando incansavelmente para colocar a moeda social para funcionar o quanto antes na nossa cidade. É um marco que já deu certo em outras cidades, como Maricá. Esse programa faz com que a economia local gire, se você investe mil reais, esse dinheiro fica na cidade, porque você não pode pegar o cartão e gastar em outro município. Vai ter gastar no seu bairro, na sua comunidade e fazer esse dinheiro girar na sua região”, afirmou Delaroli.

O Programa Moeda Social será executado por intermédio de três subprogramas: Renda Básica da Cidadania (RBC); Comercialização Solidária; e Educação Solidária. O repasse e a aplicação de recursos necessários para a implementação do projeto será destinado pelo Fundo Banco Comunitário Popular de Itaboraí.

Como funciona?

A Moeda Social Pedra Bonita deverá seguir os moldes da Moeda Mumbuca de Maricá. Um cartão será utilizado para o pagamento nos estabelecimentos comerciais e também em serviços. O morador que tiver direito poderá receber a quantia e gastar na própria cidade, fazendo girar a economia local.

error: Content is protected !!
× Como podemos te ajudar?