INFORMAÇÃO

Horta nas escolas: alunos de Itaboraí aprendem sobre alimentação saudável com cultivo e colheita de orgânicos

LSM – A Prefeitura de Itaboraí, através de uma parceria com a Secretaria de Educação e com a Secretaria de Agricultura, lançou um projeto chamado ‘horta nas escolas’, que incentiva o conhecimento do solo e promove uma alimentação mais saudável para os alunos da rede municipal do município a partir do cultivo de orgânicos, transformando a hora do almoço em momentos de aprendizagem.

Com os canteiros construídos nas escolas, as aulas ganharam um sabor especial que vai se tornando parte da rotina dos estudantes. Sob a responsabilidade dos professores, as turmas são divididas em escalas e fazem um rodízio para cuidar da plantação.

Os alunos participam de todo o processo, do plantio até a colheita. Para o Secretário de Agricultura, Abílio Pereira, esse é o principal objetivo do projeto: engajar a comunidade escolar na valorização do solo.

“O hábito de construir hortas e cultivar o alimento é muito importante para a formação desses alunos. Hoje, as crianças vão nos supermercados, já encontram os produtos prontos e não conhecem todo o processo que leva até chegar à venda. Com esse projeto, os alunos participam de todas as etapas, desde o plantio das sementes até o dia de colher para comer. Aprendem a cuidar e valorizar a própria terra”, afirmou o secretário.

Ao todo, 18 escolas da rede municipal já foram contempladas com a horta. Uma delas foi a Escola Municipal de Tempo Integral (EMTI) Juíza Patrícia Lourival Acioli, localizada no distrito de Itambi. Na última sexta-feira, 30, o cardápio do almoço dos alunos foi acrescido com uma salada verde de alface e chicória, colhida na própria unidade. A primeira colheita foi festejada pelos estudantes e pela equipe docente da unidade.

“Estávamos muito ansiosos para a primeira colheita na nossa horta. Com a participação no cultivo, os alunos passaram a se interessar mais nos produtos saudáveis. Os professores explicam a importância dos alimentos sem agrotóxicos e incentivam os bons hábitos nutricionais”, explicou a diretora da unidade, Alessandra Castro.

Agricultura familiar

Além de construir hortas nas escolas municipais, a Prefeitura de Itaboraí também adotou outra medida importante para valorizar os alimentos produzidos no município. Após dois anos sem realizar compras de produtos da Agricultura Familiar para merenda escolar, foi iniciada a distribuição de produtos locais para compor a alimentação escolar das 95 unidades de ensino.

Até o final do ano letivo de 2021, serão distribuídas 12 toneladas de alimentos semanais para merenda dos 30.902 alunos matriculados em Itaboraí. Além de gerar renda e ainda incentivar o cultivo de alimentos orgânicos, consequentemente visa garantir uma alimentação mais saudável nas unidades de ensino. O processo de aquisição foi realizado por meio de chamada pública (N°001/2021) e os produtores têm que seguir uma série de requisitos.

Fonte: Prefeitura de Itaboraí

error: Content is protected !!