INFORMAÇÃO

Duas pessoas são presas pela Federal acusadas de fraudes no auxílio emergencial em Cabo Frio

Por Thayná Silva- Agentes da Polícia Federal prenderam duas pessoas no início da manhã desta quarta-feira, 31, suspeitas de envolvimento em um esquema de fraude no recebimento do auxílio-emergencial, em Cabo Frio.

Segundo as investigações, os auxílios e precatórios eram desviados pela organização criminosa para outras pessoas envolvidas no esquema. A Polícia Federal suspeita que os crimes envolvam R$ 13 milhões em precatórios judiciais e mais de R$ 2,7 milhões em tentativas de saques do auxílio em várias regiões do país.

De acordo com as informações, o esquema funcionava com a produção de documentos falsos, criados a partir de dados dos beneficiários dos precatórios e fotografias dos golpistas. Com isso, os suspeitos iam aos bancos e faziam os saques.

Após a Caixa suspender temporariamente o pagamento de precatórios, os criminosos foram atrás do auxílio-emergencial. A Polícia Federal apurou que foram feitos 1.570 saques de benefícios, entre os meses de abril de 2020 e março de 2021.

Além de Cabo Frio, onde foram presos uma servidora da Caixa Econômica e um advogado, as equipes também foram a endereços em Iguaba (Região dos Lagos) e Campos dos Goytacazes (Norte Fluminense).

Os policiais cumpriram 12 mandados de prisão e 77 ordens de busca e apreensão.

Apuração: G1

error: Content is protected !!