INFORMAÇÃO

Clínica-Escola do Autista de Itaboraí aproveita intervalos das terapias para cuidar das mães dos alunos durante o Outubro Rosa

O mês de outubro é conhecido mundialmente por ações afirmativas relacionadas à prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama. Buscando compartilhar informações sobre o câncer de mama e outras questões sobre a saúde da mulher, a Clínica-Escola do Autista, em Venda das Pedras, irá promover uma semana de programação especial para as mães dos alunos da unidade. A ideia é conversar e dar atenção para as mães enquanto elas aguardam os seus filhos na terapia. Serão rodas de conversa sobre câncer de mama, empreendedorismo, violência doméstica, planejamento familiar e exposição de artesanato.

A abertura da semana especial começou na última segunda-feira (04/10). As mães que chegavam para terapias foram recebidas pela assessoria da Clínica-Escola do Autista, Berenice Piana; a diretora da Clínica-Escola do Autista, Carmem Lúcia Coutinho; a mãe do prefeito de Itaboraí, Ieda Delaroli; e as duas assistentes sociais da escola, Ana Maria Oliveira e Thaisa da Silva Vieira.

“A mãe do autista está sempre trabalhando em dobro. Muitas vezes esquece das mesmas por causa deles. Por isso a importância de usar o tempo desses intervalos das terapias para estar com elas e mostrar que não estão sozinhas” disse Berenice Piana.

O tema deste primeiro encontro foi compartilhar informações sobre o câncer de mama, promovendo a conscientização sobre a doença, proporcionando maior acesso aos serviços de diagnóstico e contribuindo para a redução da mortalidade. Representando o filho e prefeito Marcelo Delaroli, Ieda Delaroli, ressaltou a importância de procurar ajuda médica o mais cedo possível caso apareça algum sintoma.

“A Campanha do Outubro Rosa é muito importante. Ela serve como um alerta para que todos compartilhem, inclusive os homens, informações sobre a doença. Quanto mais cedo a mulher identificar algum sintoma e iniciar a investigação, mais chance de cura ela terá se for mesmo a doença. Todo sintoma tem uma causa, não deixe para depois” falou Ieda Delaroli.

Os encontros acontecem sempre nos dois turnos da escola, às 9h e às 13h. Na terça-feira (05/10), a roda de conversa será sobre nutrição e empreendedorismo; na quarta-feira (06/10), será a vez de falar sobre violência doméstica; na quinta-feira (07/10), será Saúde da Mulher; e encerrando na sexta-feira (08/10) com exposição de artesanato com sorteio de brindes.

“Essas atividades são importantes para as mães  dos nossos alunos, pois, geralmente, elas não têm tempo para seus cuidados pessoais. Não conseguem ir ao médico, ao salão, entre outras atividades. Estamos também atuando em parceria com as secretarias de Desenvolvimento Social e Saúde para que essas mães possam ter prioridade nos serviços oferecidos por elas”, explicou a assistente social Ana Maria Oliveira.

Clínica- Escola do Autista

O projeto pioneiro de Clínica-Escola do Autista integra ações das Secretarias Municipais de Saúde e de Educação, da Prefeitura de Itaboraí. Fundada desde 2014, a unidade clínica escola do Autista possui atualmente 185 alunos/pacientes inscritos em diversas modalidades terapêuticas como psicologia, fisioterapia, psicopedagogia, fonoaudiologia, terapia ocupacional e também com acompanhamento nutricional, assistência social, neurológica, além da sala de recursos e escola. Cada atendimento é especializado, individual e adaptado.

error: Content is protected !!